sábado, 4 de agosto de 2012

A dose e a falta de tempo

Há tempos não parava em um bom pé-sujo no centro da cidade. Nestes tempos em que os pés-limpos cobram cada vez mais por menos, não dá pra esquecer destes ambientes em que se bebe em pé, vemos o movimento enquanto trocamos dois dedos de prosa com os outros fregueses e, como no meu caso esse dia, esperamos a hora chegar de ir a outro lugar.

Como não faltava tanto pra essa hora, pedi uma cerveja e uma dose de steinhaeger, que veio muito bem servida, no bar Coma Bem, no Beco dos Barbeiros. Apesar de movimentado, pois era uma sexta-feira, estava longe de ser a multidão do Arco dos Teles ou da Lapa.

Se fosse a um pé-limpo, teria que me sentar à mesa, esperar a boa vontade de um garçom e, depois, esperar pela conta - certamente de 70 a 100% a mais que no bar. Enquanto houver pressa, os pés-sujos são um bem necessário.

Um comentário:

Anônimo disse...

e pra quando não houver pressa também =)