sexta-feira, 26 de outubro de 2012

WT Santa Cruz 2012 – prévia


Esta costuma ser uma etapa da divisão de acesso, mas o patrocinador, pioneiro fabricante de roupas de neoprene para o surf, O’neill, completa 60 anos (a marca, não o caolho da imagem, Sr. O'neill), e decidiram fazer um upgrade. Deve voltar a ser wqs no próximo ano, o que é uma pena, dada a qualidade das ondas.

Não sei até agora se haverá um pico alternativo, mas o principal, Steamer Lane, é um excelente point-break de direitas, com fundo de pedra e algas e funciona bem de meio metro a 3 metros. Há também muitas focas e lontras, crowd, além de a água ser gelada - não se espera que alguém tenha a ideia de criar wetsuits na América Central, certo? As roupas de borracha, para esta época do ano, devem ser de 4/3mm. Para o surf da aurora e da alvorada, possivelmente entrarão em cena botinhas e capuzes de neoprene. O norte da Califórnia não é para frescos.

Todos os top 4, que ainda disputam o título, são candidatos à vitória, assim como mais uma meia dúzia de outros competidores. Matt Wilkinson, que precisa muito de um bom resultado, já venceu uma etapa wqs lá. Tiago Pires, que acabou de vencer o 6 estrelas nas Ilhas Canárias pode fazer bastante estrago, assim como os brasileiros regular-footers. Adam Melling, Yadin Nicol e Brett Simpson são os azarões. Taj Burrow, Jordy Smith, Bede Durbdige e Michel Bourez também têm boas chances, se não cometerem erros estratégicos. Dos goofies, acredito que Ace Buchan, Medina e Owen Wright podem se sair bem.

Nenhum comentário: